Licenças para documentação (Era: RES: [cc-br] Licenças livres no Brasil e CC By-SA X DFSG)

Carlos Vieira cavvieira at gmail.com
Mon Dec 13 08:16:22 EST 2004


Caro Ronaldo,

Muito obrigado pela rápida resposta, isto sana minhas dúvidas quanto
ao licenciamento do software.

Entretanto, surgiu uma outra dúvida: qual licença usar para documentação?

É importante que quem puder alterar o programa possa também alterar a
documentação. Ainda deve ser possível que esta pessoa (que não detém
os direitos do programa) possa incluir partes do código na
documentação e vice-versa.

A GNU FDL, segundo pesquisei, não permite tudo isto, além de fazer
algumas exigências que não nos interessam. Uma licença como a
Atribuição-Compartilhar segundo a mesma licença atinge quase todos os
nossos objetivos, exceto que não é possível fazer o intercâmbio
software-documentação por terceiros.

O que me ocorre é fazer um licenciamento duplo, mas não consegui
encontrar na internet informações suficientes pra decidir como fazer
isso.

Será que tornar apenas a documentação CC By-SA / CC-GNU GPL é
suficiente? Se sim, teremos que definir "código-fonte" e "Programa",
usados na licença?

Desde já agradeço a atenção.
Carlos


On Sat, 11 Dec 2004 17:23:21 -0300, Ronaldo Lemos <rlemos at fgv.br> wrote:
> Prezado Carlos, as CC não foram criadas para uso em software. Por esse motivo, em dezembro de 2003 e janeiro de 2004 trabalhamos intensamente integrando a Free Software Foundation, o ITI (Instituto Nacional da Tecnologia da Informação) e o Creative Commons para desenvolver as licenças CC-GNU GPL e CC-GNU LGPL. As licenças foram traduzidas para o Português com o conhecimento do Stallman vêm sido amplamente utilizadas para o licenciamento de software livre no país, inclusive pelo governo. Não há nenhuma incompatibilidade dessas licenças com o ordenamento jurídico brasileiro.
> 
> Ronaldo Lemos



More information about the cc-br mailing list