Re: RES: RES: [AI] Ajuda sobre a condução de testes de usabilidade

Fred van Amstel usabilidoido em gmail.com
Quinta Outubro 20 16:07:09 EDT 2005


> 1 - Teste prático
> 2 - Focus group para recolher mais informações dos usuários
> 3 - Card sorting

Se é a primeira vez que você vai realizar um teste, recomendo
altamente que você faça um teste-piloto antes para verificar se a
metodologia de aplicação do teste não contamina demais o resultado.

É muito comum escrevermos enunciados de tarefas fáceis ou difíceis
demais, termos problemas com a captura de vídeo, escolhermos usuários
que não verbalizam o pensamento, e etc.

O bom do teste-piloto é que ele não precisa ser realizado com muitos
usuários e podem ser dispensados alguns formalismos.

Você pretende fazer um focus group sobre que assunto? Em minha
experiência eles tem demonstrado serem interessantes para gerar idéias
para novos produtos e entender melhor o perfil dos usuários, incluindo
anseios emocionais.

O bom de fazer um focus-group antes é que você pode usar esse
conhecimento do perfil dos usuários justamente para modelar o teste de
usabilidade, ou seja, escolher tarefas que você já sabe que são
cruciais, recrutar os usuários certos e etc.

Quanto ao card-sorting, faça card-sorting fechado (com categorias
fixas) somente se você já tiver uma taxonomia bem definida. Caso o
objetivo seja rodar um card-sorting aberto (na qual o usuário pode
escrever suas categorias), recomendo altamente que se faça um novo
card-sorting subsequente, dessa vez fechado com a taxonomia criada a
partir da primeira sessão. Dessa forma, é possível assegurar-se de que
você não interpretou os dados da primeira sessão incorretamente.

No entanto, na minha opinião, no caso de Intranets, o método mais
interessante são as visitas ao local de trabalho. Como é fácil ter
acesso aos diversos grupos porque eles estão fisicamente reunidos, é
possível obter muitos insights interessantes somente por observar como
o usuário trabalha dentro da Intranet. Ao mesmo tempo, é possível
fazer entrevistas, documentar tarefas, conhecer bem o fluxo de
trabalho e por aí vai. Claro que é uma abordagem mais demorada e menos
quantitativa que sua proposta validativa, mas vai permitir entender
melhor as necessidades do usuário.

.
.{ Frederick van Amstel }. Curitiba ´´ PR
¶ ...''''''''''|| www.usabilidoido.com.br
.
ICQ 60424910 / MSN van_amstel em hotmail.com
\\...................



Mais detalhes sobre a lista de discussão AIfIA-pt